domingo, 27 de março de 2016

Iron Maiden apresenta em São Paulo seu novo álbum e Andreas Kisser é o mais aplaudido.



Três bandas de peso lotaram o Allianz Parque em pleno feriado de Páscoa.
The Raven Age, Anthrax e Iron Maiden se apresentaram para um público de toda faixa etária- a censura era de 14 anos mas se fosse menor com certeza teríamos crianças no estádio.

A grande maioria estava lá para a atração principal, Iron Maiden, mas o metal melódico do The Raven Age, não fez feio e foi ovacionado pelos fãs o show inteiro.
Fundada por George Harris - filho do baixista do Iron Maiden,Steve Harris - a banda apresentou um set com as canções de seu primeiro álbum, The Raven Age, de 2014.




Em seguida, Anthrax enlouqueceu os fãs quase no final da apresentação, quando Andréas Kisser fez sua participação mais que especial. A banda ainda tocou a introdução de Refuse/Resist, na canção Indians.
Um set curto, com oito canções, sendo quatro do novo álbum, For All Kings, lançado em fevereiro.




Em quase 2 horas de show, Iron Maiden  literalmente fez o público pular, do início ao fim.
Foi o último show da turnê "The Book of Souls", de mesmo nome que leva seu último trabalho lançado em Setembro de 2015.
A banda apresentou seis canções novas das 15 do setlist: If Eternity Should Fail, Speed of Light, Tears Of A Clown,  The Red And The Black, Death Or Glory e The Book Of Souls.

Fear of the Dark, The number of the Beast, e The Trooper não ficaram de fora, sendo visivelmente as preferidas dos fãs.






O famoso Eddie também esteve presente, dessa vez para lutar com o vocalista.  Bruce, representando um dos rituais da civilização  Maia, consegue arrancar seu coração. Espreme e em seguida atira na platéia.
Ainda presenciamos fogos no palco, e um cenário de fundo, composto por várias faces de Eddie 
que ia mudando de tempos em tempos,

Wasted Years encerra a apresentação, sendo também a última da turnê Latino-americana. E de acordo com Bruce, em uma dos discursos da noite, " o melhor show é de São Paulo".