quarta-feira, 5 de abril de 2017

Pássaros criados em gaiola acreditam que voar é uma doença


Meu lugar não é mais aqui. Nem alí e nem em lugar algum.


Sim se você se permitir, a vida te leva para longe... literalmente
Desde sempre eu não nunca me conformei com a vida estagnada que a maioria das pessoas levam. Não estou dizendo que é errada...nem criticando quem quer que seja. Mas eu não consigo ver sentido algum em trabalhar 9, 10, 11 horas por dia de Segunda à Sexta,as vezes até aos Sábados... chegar em casa detonado... tomar cervejinha no bar e visitar a sogra aos Domingos.  Coloca aí no meio um churrasquinho mal passado, uma pelada com os amigos e algumas horas dando um trato na peruca, aparando as garras em algum salão de beleza. E tem o trânsito, e vem as férias que você não faz nada e o final da novela ou do campeonato que não se pode perder. 
É a vida que muitos defendem com unhas e dentes se dizendo Felizes se você perguntar, mas se você não o questionar só ouvirá reclamações de cansaço, stress ou de afirmações do tipo "Como era boa a minha infância"... -  Não tá bom mas não tá ruim... "vamos levando, né?".
Sempre me perguntei... qual o sentido disso ? 
Eu imagino o tamanho desse planeta, o tanto de coisas e pessoas novas para se conhecer, falar outras línguas, experimentar outras culturas, que não consigo me ver presa a um mundo tão restrito como a maioria vive.
Foi aí que me proporcionaram um trampo onde comecei a viajar.. E já na primeira viagem eu tive a mais absoluta certeza de que era exatamente isso que era a minha concepção de VIDA. 
E posso afirmar que está sendo uma experiência tão rica, tão gratificante, que mal consigo descrever em palavras. 
A gente vê coisas novas, conhece gente bacana ou as x nem tanto, aprende com perregues - que não são poucos - e no final de tudo e acho que o mais importante é que a gente se conhece mais. Sair da zona de conforto do horário comercial significa ter seus limites testados o tempo todo. É uma escola.. que te ensina na prática a ter paciência, educação, humildade, organização, cara de pau (ótimo para quem é tímido rss), criatividade, jogo de cintura e tantas outras coisas... 
Da mesma forma que eu não vejo mais a minha vida sem a fotografia e o Rock - ou fotografia de Rock, rsss, eu não me vejo, aliás, nunca me ví presa em um só lugar.
Eu volto pra casa sempre, estou aqui toda semana, estudo de 2ª a 5ªF mas estou podando as  raízes que tenho pouco a pouco.
As experiências estão na Liberdade. O aprendizado está em cada caminho que eu conseguir traçar.
Procuro estar sempre perto, sempre em contato com os Queridos da minha vida.. ... mas necessito estar muito longe da mesmice de uma vida que pra mim Nunca teve Sentido algum !!

Texto Original de 31-Julho-2013